contato@officinadamente.com.br    (21) 2278-2835   (21) 98869-9542

Eu nos outros

Estava caminhando pela rua quando passei por uma mulher muito charmosa, e seu charme era consequência de diversas escolhas acertadas, a começar pelo cabelo. Um corte chanel repicado, rebelde, volumoso, e uma franja comprida e displicente que dava ao look um ar de acordei assim e...
Leia mais...

Onde está a felicidade?

Ninguém sabe onde ela para ou onde se pode encontrar. Há quem diga que não está em nenhum lugar e que simplesmente acontece. E, no entanto, em algum sítio há de estar. Não lhes parece? Às vezes está tão perto, tão à vista, que nos passa despercebida, e outras tão distante, tão...
Leia mais...

E Mais Uma Celebração da Minha Vida! Parabéns!

Todo ano, desde que nasci, no dia 17 de abril, meu aniversário é comemorado. É bom. É gostoso. Seja em casa com amigos, seja viajando com a família, seja reservando o dia para dar uma sossegada e viver, por opção, o dia do “eu sozinha”, a celebração sempre acontece...
Leia mais...

Talvez a gente aprenda…

Talvez a gente aprenda, afinal, a demorar a vida mais vezes no que faz coração ser sorriso. A abraçar mais lentamente toda vez que é possível. A encher de beijinhos quem nos provoca ternura. A sair mais frequentemente para passear onde tem flor. Talvez a gente aprenda, afinal,...
Leia mais...

Uma saudação pascal a todas as crianças que gostam de “Alice”

Queridos Meninos Imaginem, se forem capazes, que estão a ler uma carta a sério, de um amigo a sério, que vocês viram e que parecem ouvir desejar-vos — tal como eu vos desejo de todo o coração — uma Páscoa feliz. Conhecem aquela sensação deliciosa quando, ao acordarem numa manhã...
Leia mais...

Minha Alma Outonal!

Este texto, publicado em 23 de março de 2018, continua atual. Vale, portanto, a lembrança Menos brilhante, mais alaranjada, menos fervilhante, mais sossegada. É assim que minha alma se apresenta neste outono, ainda com resquícios de verão, porém na serenidade de quem aguarda a...
Leia mais...

O que a memória ama, fica eterno

Quando eu era pequena, não entendia o choro solto da minha mãe ao assistir a um filme, ouvir uma música ou ler um livro. O que eu não sabia é que minha mãe não chorava pelas coisas visíveis. Ela chorava pela eternidade que vivia dentro dela e que eu, na minha meninice, era...
Leia mais...

Agora é preciso coragem para ter esperança

Na realidade, no momento atual e global, muitos de nós deixamos simplesmente de querer saber do futuro. E parece recíproco: o futuro também não quer saber de nós. Estamos tão entretidos em sobreviver, que nos consumimos no presente imediato. Para uma grande maioria, o porvir...
Leia mais...

Mais abraços, por favor!

Todos precisamos de afetos. Os abraços são como o sol, aquecem-nos e dão sentido às nossas vidas. Um abraço é a linguagem de quem gosta e, principalmente, de quem sente. Quase sempre o abraço é poesia em silêncio. Importa, por isso, ensaiar a linguagem da amizade e do amor. Se...
Leia mais...

Quaresmando…

Iniciamos a quaresma. Quarenta dias para desacelerar e aquietar. Período de reflexão, do olhar introspectivo, da escuta de si mesmo. Vamos quaresmar aproveitando o ensaio desse quase um ano recolhidos. Vamos recusar os convites aos movimentos excessivos. Que o movimento seja de...
Leia mais...