contato@officinadamente.com.br    (21) 2278-2835   (21) 98869-9542

Como uma pessoa que tem uma inteligência pode desenvolver outra?

Leticia, um leitora do blog me pergunta: Gostaria de saber, como uma pessoa que tem inteligencia interpessoal, pode desenvolver a inteligencia lógico-matemática.???? o motivo da pergunta é imaginemos a situação um lider ( administrador de uma empresa) deve saber efetuar os...
Leia mais...

Ignorância e Felicidade

Ignorância Após estudar meus apontamentos desta aula consegui fazer uma conexão interessante entre os conceitos expostos e o meu cotidiano, o que me fez compreender melhor o mundo e as pessoas. O ignorante inconsciente é como o peixe; não sabe que está dentro d’água. Na...
Leia mais...

Escrever

Escrevo para saber o que penso. (Grafite) Uma palavra é o centro de uma tempestade de significados, sons e associações, irradiando-se indefinidamente como círculos concêntricos num lago. (Osho) Um homem sensato criará para a sua vida mais oportunidades do que a vida lhe...
Leia mais...

CONHECER é atividade- O conhecimento tácito e o explícito

A filosofia crítica afirma que todo conhecimento deve ser explícito. Na filosofia pós-crítica, entende-se o conhecimento explícito como fundamentado em um conhecimento tácito, inarticulado. No dizer de Polanyi; “Sabemos mais do que podemos falar”. Para compreender...
Leia mais...

O que é um elefante? Entre o Behaviorismo, o cognitivismo e outros ismos

Já escrevemos sobre o behaviorismo, e isto gerou críticas. Para alguns pareceu que eu criticava de forma desequilibrada esta corrente, sem reconhecer nela qualquer valor. Os comentários daquele post são esclarecedores das críticas e da minha posição. Hoje no entanto, fazendo uso...
Leia mais...

De novo; e mais uma vez…

Se você não tem tempo de fazer direito, quando achará  tempo para fazer de novo? (Jeffrey J. Mayer) Ele chega e me diz que está com dificuldades em estudar tudo o que precisa. Já que não pode diminuir a matéria, a solução é tornar-se um estudante mais eficaz. E para isto precisa...
Leia mais...

CONHECER é atividade

Na filosofia crítica, o conhecimento é algo que acontece com, ocorre dentre, sendo o aprendiz algo passivo. É uma relação essencialmente estática entre a mente do aprendiz e o mundo externo. Já na filosofia pós-crítica a atividade é fundamental porque; Não há conhecimento fora de...
Leia mais...

CONHECER é RELACIONAL – A experiência e a consciência do corpo

Anotado de Gill, Jerry H.: Learning to Learn: Toward a Philosophy of Education (cap 2), – Ed.:Humanities Press  Internacional, Inc., Atlantic Highlands, New Jersey, pp 39-48, 1993. Como é algo muito próximo, a consciência de ter um corpo geralmente passa despercebida....
Leia mais...

CONHECER é RELACIONAL – A experiência na perspectiva pós-crítica

Na semana passada apresentamos a a dança como uma metáfora para compreender o processo de conhecer. Esta imagem é derivada inicialmente de alguns comentários no prefácio do maior trabalho de Merleau-Ponty que é o livro Fenomenologia da Percepção. Ao discriminar o seu enfoque, ele...
Leia mais...

CONHECER COMO DANÇA: Uma metáfora

Ao aproximar as visões de Whitehead, Dewey, Freire e Rogers sobre o conhecimento, Gill entende que, suas contribuições mais valiosas, vão no sentido de reforçar a necessidade de ver a atividade cognitiva como deve ser vista; mais do que uma mera assimilação ou uma recepção...
Leia mais...